Dez dicas de comunicação no ponto de venda na pandemia

dez dicas e atitudes importantes de comunicação no PDV durante a pandemia:

1- Utilize novas tecnologias que permitam retorno no curto prazo e que sejam úteis também a longo prazo para garantir uma excelente execução de merchandising no PDV. Como por ex: A ‘uberização’ de promotores pode trazer muito mais qualidade na exposição dos seus produtos no varejo físico;

2- Trade marketing tem que se unir com o marketing. Isso permitirá que ações sejam trabalhadas no meio digital e estendidas para o canal físico;

3- Entenda mais o comportamento do shopper – com a pandemia, o consumidor tem frequentado as lojas mais rapidamente, atrás somente dos itens básicos. Diante disso é importante entendê-lo e desenvolver ações específicas para esse momento que estamos passando;

4- Queremos a união das categorias – é fundamental que as marcas se unam neste momento e que sejam mais colaborativas. Ações conjuntas, como os famosos “promo packs”, pode ser um caminho saudável para aumentar as vendas em curto ou médio prazo;

5- Fiquem de olho no preço – o shopper hoje está em busca de vantagens e economia. Portanto, é importante ações no PDV que colaborem para a redução dos gastos na visita às lojas físicas. Importante que voltem as ações de “Compre e Ganhe” ou das embalagens econômicas;

6- Comunicação mais objetiva – é fato que a comunicação, quando bem feita, colabora na decisão de compra. Por isso, se bem organizada no ponto de venda e de forma educativa, ajudará a destacar seu produto no PDV para um shopper com pressa;

7- Crie um verdadeiro showroom no PDV – fala-se muito em experiência de compra, mas pouco é desenvolvido neste sentido. A melhor exposição e comunicação dos produtos fará com que o shopper sinta prazer em estar na loja e tenha e tenha uma experiência positiva no processo de decisão;

8- É hora de fazer cross merchandising – mais do que unir forças, mas marcas devem provocar ações inesperadas. Para isso, é indicada a exposição do produtos em áreas incomuns, como a da bebida alcóolica na área de carnes; Categorias que não são de necessidades básicas precisam tomar essa iniciativa para entrar na cesta do shopper;

9- Facilite a compra – com o tempo de compra mais reduzido, o consumidor quer entrar na loja, capturar os principais ítens de necessidade, pagar e deixar o local de forma segura. Por isso, não só neste período de pandemia mas a fim de gerar mais conveniência, as redes de varejo devem apostar na criação de áreas temáticas, por exemplo, a ‘área do churrasco’, onde o shopper pode chegar e comprar tudo o que precisará, sem a necessidade de visitar várias categorias;

10- “Do it yourself” – com a impossibilidade de fazer ações de degustação no PDV é recomendado que as redes de varejo e a indústria unam-se para promoverem ações nos meio digitais. Peças que ajudem o consumidor a usar o produto, no processo de cozimento, na harmonização com outros itens, além da produção especial de receitas de família. Importante, neste momento de isolamento social e maior sensibilização, que as marcas inspirem o “do it yourself”.

 

Fonte: Proxxima

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.