Nielsen estima perda de US$4 bi em lançamento de produtos nos últimos três anos

Para melhorar o desempenho das marcas, estudo aponta categorias e inovações premiadas no Brasil de produtos que caíram nas graças da população

 

Estratégias de marketing e venda de produtos são fundamentais para a obtenção de melhores resultados. Uma pesquisa da Nielsen mostrou que as empresas de bens de consumo desperdiçaram em conjunto US$ 4 bilhões de dólares em lançamentos de produtos nos últimos três anos por problemas com análise de mercado.

O estudo, baseado na análise da premiação Breakthrough Innovation, avaliou seis categorias de empresas e marcas. De acordo com a análise, 30% das inovações não recebem suporte necessário para atingir seu potencial total. Um novo produto que falha em entregar uma experiência satisfatória ao consumidor tem 5% de chance de sucesso no mercado durante sua vida útil, segundo levantamento.

As métricas usadas para medir o desempenho dos lançamentos são gerar crescimento incremento da marca (81%), expectativas de volume (74%), novos usuários para a marca (49%) roubar share de competidores (36%) rápido crescimento (34%) e ficar na gôndola mais que dois anos (23%).

Premiação

A Nielsen premiou, pela primeira vez, produtos inovadores que ganharam o mercado nacional com o Breakthrough Innovation Awards.

Conheça as iniciativas selecionadas:

Super-Estrela
Produto que foi capaz de gerar taxas de conversão fortes e sustentáveis, trouxe novos usuários à marca, mudou a forma com que consumidores compraram nesta categoria, se buscou amplo alcance de compradores, assegurou suporte incremental de marketing e espaço na gôndola, fez crescer a marca e garantiu crescimento futuro como primeiro no mercado.

  • Vencedor: Salamitos, da Sadia.

Cresce a Marca
Categoria mede taxas de conversão fortes e sustentáveis, se o produto foi capaz de trazer novos usuários à marca. Se ela busca um amplo alcance de compradores com publicidade e distribuição, se assegura suporte incremental de marketing e espaço na gôndola, se cresce a marca e rouba share de competidores.

  • Vencedor: NAN Supreme, Nestlé.

Agrada as Multidões
Produto que gerou taxas de conversão fortes e sustentáveis, auxiliou o alcance volumétrico suficiente, reteve compradores, manteve relevância e preservou espaço na gôndola.

  • Vencedor: não houve vencedor no Brasil, apenas na América Latina.

Em Ascensão
Capaz de gerar taxas de conversão moderadas, de desenvolver um segmento em crescimento na categoria, de mostrar potencial de crescimento futuro, de educar consumidores em propostas diferentes, assim como assegurar futuro crescimento como primeiro no mercado

  • Vencedor: Natural Whey, Verde Campo.

Certeiro no Alvo
Empresa capaz de gerar vendas em um objetivo específico, o atingindo com publicidade e distribuição. Foi capaz de trazer novos usuários para a marca, alinhou-se com o varejo em conversões esperadas e assegurou novos usuários interessados em benefícios não oferecidos pelas marcas principais.

  • Vencedor: Linha Fit Me, Maybelline NY.

100m Rasos
Produto vencedor na corrida de 100 metros rasos gera fortes vendas no curto prazo, constrói rapidamente distribuição e publicidade, evita desperdício de investimento, mantém espaço na gôndola.

  • Vencedor: Doritos Mystery, Pepsico.

 

Fonte: Consumidor Moderno

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.